INTERFACE NEURODIGITAL

As interfaces neurodigitais vieram introduzir um novo paradigma nas áreas da saúde e da educação: o tratamento e a potenciação das capacidades físicas, intelectuais e psicológicas dos seres humanos. Exemplos disso são o Human Cognome Project do governo americano que tem por fim a compreensão da estrutura, do funcionamento e da potenciação da mente humana e as Humanized Technologies com vista a potenciar a comunicação humana.

INTERFACE COGNITIVO-DIGITAL

No plano estrito das capacidades cognitivas, a definição de fenótipos cognitivos individuais e o seu reequilíbrio constituem um desafio das sociedades modernas. Os treinos cognitivos têm já um lugar definido nas estratégias de remediação cognitiva e de potenciação cognitiva. Está a faltar a utilização, nesses treinos, da estimulação emocional que assegure um reequilibrio ou potenciação cognitivas de forma harmoniosa e mais eficaz.